Notícias

Tecnologia garante até 16% a mais de rendimento na suplementação do rebanho e bons resultados durante as águas

01/12/2020

Um dos desafios que afeta os pecuaristas durante o período das águas é manter a suplementação adequada do rebanho, uma vez que a chuva impacta diretamente no manejo de cocho e nas perdas do suplemento em pó, causando prejuízos para a nutrição dos animais e para a propriedade.

Com foco em oferecer um produto que atenda às necessidades dos criadores nesta fase do ano a Connan, uma das principais indústrias de nutrição animal do Brasil, traz em sua linha de produtos o Aglomerax, um suplemento produzido a partir de um processo de alta tecnologia, único no mercado, que aglomera os nutrientes na mesma partícula (grânulo), protege o suplemento mineral do empedramento no cocho e reduz perdas com a passagem da água da chuva.

Essa tecnologia oferece ao suplemento maior resistência à ação das chuvas, o que reduz drasticamente o desperdício do suplemento, tornando o sistema produtivo mais rentável e sustentável. Além disso, os nutrientes ficam contidos no interior das partículas e, por isso, não absorvem umidade, evitando seu empedramento no cocho, o que prejudica o consumo pelos animais.

“Suplementos minerais comuns em pó apresentam uma maior superfície exposta ao tempo e absorvem umidade pela presença do sal comum desprotegido e empedram com facilidade. Por ser aglomerado e mais pesado do que os outros produtos, perdas pela ação do vento também são minimizadas, além de reduzir a irritação à mucosa dos animais por inalação”, destaca o médico-veterinário e gerente de Tecnologia e Marketing da Connan, Marcio Bonin.

Maior rendimento e palatabilidade

O produto, que utiliza uma tecnologia 100% brasileira e não é resultado de tratamento químico de proteção, foi testado em experimentos desenvolvidos pela Embrapa Gado de Corte, de Campo Grande (MS), que comprovou seu alto rendimento.

Segundo os estudos, mesmo no período das águas, o Aglomerax teve um rendimento 16% superior quando comparado aos suplementos em pó. “Concluímos que o Aglomerax, mesmo em condições de exposição à água da chuva, mantém sua palatabilidade, ajustando sua fórmula e mantendo a quantidade suficiente para suprir a necessidade do animal, fazendo com que ele ganhe peso e se reproduza com eficiência”, explica o pesquisador da Embrapa, Rodrigo da Costa.

O pesquisador destaca a manutenção da forma física do Aglomerax como grande diferencial e responsável pelos benefícios que o pecuarista tem, principalmente em relação às perdas por empedramento. “Há uma tendência de ganho de até 40 gramas adicionais no GMD (Ganho Médio Diário) com utilização do Aglomerax. Esse aumento é justificado pela maior resistência da solução da Connan ao empedramento e maior estabilidade do consumo”, explica.

Após protocolo aplicado no experimento, o produto em pó apresenta ingestão mais irregular. Já o Aglomerax permite 17% mais estabilidade de consumo e um manejo quinzenal, pois apresentou baixo nível de empedramento em até 14 dias exposto ao tempo.

“Os resultados obtidos pelos nossos clientes em suas propriedades, aliados ao selo de qualidade da Embrapa garantem a superioridade da tecnologia, que representa lucratividade ao produtor e melhor desempenho aos animais”, finaliza Bonin.